• @vitorcorrea13

Risoto de Beterraba


Não é de hoje que eu falo sobre a minha paixão pela apresentadora Rita Lobo. Aliás, a pessoa que realmente me inspirou, e que ainda me inspira, é ela. Se eu contar para vocês que foi por causa dela que eu me dispus a experimentar novos ingredientes, vocês acreditam? Confesso que, até pouco tempo, eu tinha um paladar infantil. Não pelo consumo excessivo de "bobagens", mas por não estar disposto a conhecer novos sabores. Foi então que a minha vida mudou.


Hoje, só digo que não gosto de determinado alimento após testar algumas receitas. A beterraba era um desses ingredientes que não me faziam a cabeça. Tanto que, o primeiro prato da Rita que eu preparei, foi um risoto de beterraba. Dois coelhos numa cajadada só. Entretanto, a foto acima é recente. Na época que eu preparei esta receita, eu ainda não era antenado em fotografia culinária.

Mas o que eu quero realmente dizer é que, apesar do receio do sabor, eu testei. À primeira vista, não curti muito o adocicado do dito cujo, mas aprendi a aceitá-lo. Assim, ele não é o alimento que eu acordo e penso: nossa, que desejo de comer beterraba. Mas eu como. E como com os olhos, pois ele fornece uma tintura com essa cor tão em alta nas cerâmicas culinárias.. A Marsalla. Lindo de ver, de sentir, de degustar. Assim é a nossa amiga beterraba.


Este risoto é leve e tem uma personalidade toda especial. Na sua composição, no lugar do tradicional vinho branco, ele leva o tinto. O sal acentua ainda mais o sabor desse maravilhoso ingrediente. Fica espetacular. Quem ainda não preparou, não sabe o que está perdendo.


Para esta preparação, eu amo servir em louças brancas e em tons de azul marinho. Elas conseguem emoldurar o prato como se ele realmente fosse uma obra prima.


Por este motivo, este prato é tão especial para mim. Ele representa o início da minha libertação das comidas industrializadas e de restaurantes. A partir deste dia, eu passei a preparar meus alimentos em casa. Sim, eu sei que nem sempre temos tempo, mas, para isso, é indispensável planejar as refeições da semana. Tire um dia para preparar a base dos alimentos e congele. Você vai ver como isso fará diferença na sua vida e no seu bolso.


Espero, sinceramente, que você que está tirando um tempinho para ler esse post entenda o que eu quero transmitir. Não é apenas cozinhar, é todo o processo envolvido. Desde comprar o ingrediente até o preparo do mesmo. E se até eu consigo, você também consegue!

PARA O CALDO

Ingredientes

4 beterrabas 1 cebola roxa 1 cenoura 1 talo de salsão 1 folha de louro 2 cravos-da-índia 1 llitro de água

Modo de Preparo

1. Lave bem os legumes em água corrente. Descasque as beterrabas, a cebola e a cenoura. Corte o salsão ao meio, a cenoura em 3 pedaços e a cebola em 4 partes - é importante deixar os legumes em pedaços maiores para ficar mais fácil de retirar quando o caldo estiver pronto. 2. Numa tábua, corte a beterraba em cubos de 1 cm: comece cortando em fatias de 1 cm, depois em tiras e as tiras, em cubos. 3. Numa panela, junte os legumes, a água, a folha de louro e os cravos-da-índia. Leve ao fogo alto. Quando começar a ferver, abaixe o fogo, tampe e deixe cozinhar por 30 minutos. 4. Com uma pinça de cozinha, retire e descarte os pedaços de cenoura, cebola e salsão. Passe o caldo pela peneira e volte à panela. Reserve 2 colheres (sopa) da beterraba em cubinhos e use o restante em outra preparação.

PARA O RISOTO

Ingredientes

1 xícara (chá) de arroz para risoto 2 colheres (sopa) de azeite 1/2 cebola roxa 1/4 xícara (chá) de vinho tinto 1 colher (sopa) de manteiga 3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado 100 g de queijo minas 2 ramos de endro 1 pitada de açúcar sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo

1. Enquanto o caldo está no fogo, comece a preparar o risoto. Lave e seque bem o endro e reserve numa tigelinha - ele será usado para temperar e decorar o risoto já pronto. Corte o queijo de minas em cubos de cerca de 1 cm. Reserve também. 2. Descasque e pique fino a cebola. 3. Leve uma panela média ao fogo médio. Quando aquecer, regue com 1 colher (sopa) de azeite, junte a cebola e tempere com sal e uma pitada generosa de açúcar. Abaixe o fogo e refogue até murchar. 4. Aumente o fogo, junte o arroz e mexa bem por 1 minuto. Tempere com sal e pimenta-do-reino - lembre-se de que o caldo não leva sal. 5. Coloque o vinho e mexa vigorosamente até evaporar. 6. Adicione uma concha do caldo de beterraba e mexa bem até secar. Repita o processo até o risoto ficar no ponto: o grão deve estar cozido, mas ainda durinho no meio, al dente. Se ainda não estiver no ponto, adicione mais caldo. Na última adição, não deixe secar completamente - o risoto deve ficar bem úmido. 7. Misture o parmesão e a manteiga. Verifique o sabor e, se precisar, tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. 8. Divida o risoto em dois pratos. No centro de cada um, coloque uma colherada da beterraba em cubos reservada, a metade do queijo de minas, folhas de endro e regue com azeite. Se quiser, tempere a saladinha do centro com mais sal e pimenta-do-reino. Sirva imediatamente.

(Receita da apresentadora Rita Lobo disponível em: Panelinha)
POSTS RECENTES